Mascote Portal Paraíba

Publicado em 25/03/2015 às 18:56:53

Brasil x França: shows de Zidane dominam as lembranças de Robinho

Atacante da Seleção lamenta derrotas de 98 e 2006 e diz que ficou impressionado

Das lembranças que Robinho tem de Brasil x França, Zidane é o principal personagem delas. Nas duas últimas vezes que as seleções se enfrentaram numa Copa do Mundo, o camisa 10 dos “Bleus” decidiu. Primeiro em 1998. Na Copa da França, o craque marcou dois gols na vitória por 3 a 0 sobre a seleção brasileira. Dunga, que hoje comanda o Brasil, era o capitão do time de Zagallo. Implacáveis, os donos da casa não deram chance e conquistaram o Mundial pela primeira vez.

- Daquele jogo lembro do Zidane, que infelizmente jogou muito bem. Não conhecia, acho que muita gente não conhecia. Ele acabou fazendo os gols, decidiu o jogo. Não é uma lembrança boa – disse o atacante, na época com 17 anos.

Anos depois, Robinho teria a chance de ajudar a escrever um novo capítulo de Brasil x França. Em 2006, na Copa da Alemanha, os rivais voltaram a se cruzar, desta vez nas quartas de final. Reserva do time de Carlos Alberto Parreira, o Rei das Pedaladas não entrou em campo. Machucado, assistiu do banco a um novo show de Zidane. Voltou para casa impressionado.

- Foi uma das melhores seleções em que joguei, com grandes jogadores, eu era reserva. Tinha Adriano, Ronaldo, Kaká e Ronaldinho em grande forma. Não fomos campeões, era o objetivo. Perdemos para nós mesmo, com todo respeito aos adversários. Se estivéssemos focados seríamos campeões. Procurei aprender. O Zidane acabou com aquele jogo. Lembro que assisti do banco com Julio César e o Emerson e estava difícil, ele jogou muito, não errou um passe e acabou decidindo mais uma vez – lembrou o atacante, que na época jogava com o astro francês no Real Madrid.

Robinho também enfrentou a França em fevereiro de 2011. Sob o comando de Mano Menezes, a Seleção perdeu em Paris. O atacante Benzema fez o gol daquela partida. Aos 31 anos, o jogador do Santos é um dos mais experientes da equipe de Dunga e está confiante em, enfim, conquistar um resultado diferente contra os franceses.

– Respeito todos os jogadores. A França tem grandes atletas, e o último jogo que joguei acabei perdendo, mas o Brasil está preparado para enfrentar qualquer seleção. Procuro passar mais tranquilidade para eles. O jogador tem que fazer o que faz no clube. Se dá caneta no clube, tem que dar na Seleção. Tendo personalidade e tranquilidade, não sente o peso da camisa. Todo jogador está aqui por mérito.

Brasil e França se enfrentam nesta quinta-feira, no Stade de France, em Paris, às 17h (de Brasília). O GloboEsporte.com, a TV Globo e o SporTV transmitem ao vivo. No dia 29, a seleção brasileira enfrentará o Chile, em Londres.


Mascote Portal Paraíba

© 2003-2017. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução parcial ou total deste site sem prévia autorização.